23 de setembro de 2012

Amamentação



Confesso que ultimamente tenho lido mais blogs sobre maternidade do que sobre culinária. Um fato que me chamou muito a atenção foram os relatos sobre amamentação. Muita gente triste e frustrada com esta experiência. E o pior, muitos desmames precoces mesmo quando o desejo da mãe era manter a amamentação exclusiva por mais tempo.

No começo a criança pode ter dificuldade em fazer a "pegada" certa. O bico pode machucar, doer muito, e o leite pode empedrar. Com a ajuda certa estes problemas são rapidamente resolvidos e não há necessidade de interromper a amamentação. Em poucos dias a amamentação passa a ser um momento de carinho e prazer para a mãe e o bebê. Se você tiver alguma dificuldade procure o Banco de Leite de sua cidade ou procure profissionais aptos a ajudar, como enfermeiros e nutricionistas.

O leite materno é o único alimento que o bebê precisa nos primeiros 6 meses de vida. Nem água, nem chá e nem sucos devem ser oferecidos. A introdução de qualquer alimento na dieta do bebê descaracteriza a amamentação exclusiva e diminui os benefícios. A amamentação oferece perfeita nutrição para o bebê, protege contra doenças e cria um forte vínculo emocional com mãe. Eu gostei muito de um texto que saiu na revista Pesquisa FAPESP enfatizando os benefícios da boa alimentação na gestação e da amamentação exclusiva. Seguem alguns trecho (para ler na íntegra clique aqui)
Experimentos com roedores demonstraram que a inclusão de outros alimentos, que não o leite da mãe, nos primeiros meses de vida altera o paladar e instala no organismo um desequilíbrio hormonal que pode durar toda a vida e favorecer o ganho de peso. A amamentação exclusiva reduz o risco de desenvolver, na idade adulta, obesidade e doenças cardiovasculares, além de favorecer o desempenho intelectual da criança.
Uma outra pesquisa demostrou que o desmame precoce pode interferir na escolha alimentar do adulto. Quando adultos, os ratos desmamados com 15 dias comiam pelo dobro do tempo quando comparados àqueles desmamados com 30 dias. Por trás desta tendência estão as alterações hormonais e metabólicas. Pesquisas da área de endocrinologia demostraram que o desmame precoce altera a composição corporal e reduz a sensibilidade ao hormonio leptina, que induz a saciedade.

Além de ser de graça, já vir pronto e na temperatura certa para servir, o leite materno pode influenciar na composição corporal e na prevenção de doenças durante toda a vida do seu filho. Você vai negar isso a ele?

Meu conselho para as grávidas é, antes do nascimento do bebê, procurar o contato de pessoas que podem ajudar, pois na hora em que o problema aparecer pode ser muito tarde para procurar ajuda. Com o leite empedrado, por exemplo, o bebê pode não conseguir "pegar" o peito. O resultado é mãe chorando de dor e bebê chorando de fome, ou seja, a receita certa para entrar com a mamadeira.

Sei que é difícil ficar acordando a noite e que durante o dia parece que não dá tempo de fazer mais nada além de amamentar. Mas, 6 meses passam muito rápido e, como descrito acima, vale a pena!

Lau
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...